Home Opinião Wyscout: análise da plataforma de scouting mais utilizada pelos times brasileiros

Wyscout: análise da plataforma de scouting mais utilizada pelos times brasileiros

1677
1
Wyscout Home
Wyscout Homepage

Há cerca de dois anos a CBF fechou uma parceria com a Wyscout, empresa italiana responsável pela plataforma de scouting de mesmo nome, para conceder acesso a todos os clubes das Séries A, B, C e D.

Através do site do Wyscout é possível se cadastrar para um teste de 15 dias de acesso ao banco de dados com estatísticas de jogadores e times de todos os países, além de poder assistir 5 minutos totais de vídeos dentro da plataforma.

CADASTRO E PREÇOS

Todo o processo é muito rápido, feito através de formulário no site, sem necessidade de inserir número de cartão de crédito. No site também é possível consultar os preços e assinar, exceto se você se identificar como clube ou seleção, que eles pedem para entrar em contato.

A partir de 10 euros mensais qualquer um pode ter acesso às estatísticas e assistir até 20 minutos de vídeos. O recurso de vídeo é o ponto forte da ferramenta por isso é o recurso mais caro, variando de 49 euros (com restrição de tempo) até 290 euros mensais o acesso irrestrito.

Também é possível fazer upload de vídeos, recurso que deve ser muito utilizado por agentes e empresários. O armazenamento desses vídeos também é cobrado a parte.

Essa facilidade em adquirir o produto é ótimo, pois uma reclamação recorrente na comunidade de análise de dados aplicada ao futebol é a falta de acesso aos dados. É sabido que grandes provedores de dados como a Opta, por exemplo, não vende acesso para pessoa física.

PARTIDAS COMPLETAS EM VÍDEO OU APENAS OS LANCES QUE VOCÊ QUISER

O acesso gratuito de teste permite consumir apenas 5 minutos de vídeo, mas só de navegar pelas funcionalidades de vídeo já é possível imaginar o quanto os analistas de desempenho fazem uso dessa ferramenta nos clubes. O Palmeiras vai enfrentar o Atletico Tucumán, que tal analisar em vídeo como é o posicionamento dos argentinos nos escanteios (ofensivos e/ou defensivos), de onde e como o time costuma cruzar, como o goleiro costuma sair a bola, etc? Está tudo lá e é muito fácil de achar.

Wyscout Video Events
Os lances classificados para a comissão técnica estudar o adversário. Na imagem acima temos à disposição os últimos 299 escanteios ofensivos cobrados pelo Atlético Tucumán.

Para os jogadores o Wyscout vai além dos gols, assistências e dribles, ao oferecer vídeos de movimentação sem a bola, momentos de aceleração e também a possibilidade de filtrar pela parte do campo onde ocorreu o evento.

Wyscout_Dribles_Vinicius_Jr
237 dribles do Vinícius Junior, desde a Seleção Brasileira Sub-15 até os profissionais do Flamengo.

No que diz respeito a vídeo, talvez a única crítica negativa ao Wyscout reside no fato de a plataforma utilizar as transmissões de TV, onde a imagem é mais fechada, o que compromete a análise do posicionamento da equipe sem bola. A Bundesliga, por exemplo, capta e disponibiliza aos clubes as gravações panorâmica das partidas, imagino algo como isso aqui.

DADOS E ESTATÍSTICAS

O Wyscout se descreve como “A world of data and video available online” (um mundo de dados e vídeos disponíveis online), mas definitivamente a oferta de dados não está à altura dos vídeos.

Aqui cabe até uma reflexão. Será que o Wyscout é tão ruim nas estatísticas porque os usuários não vêem importância nesse recurso ou, ainda pior, os usuários tomam decisões baseadas nesse emaranhado de dados confusos e pouco confiáveis?

Nos vídeos os eventos são extremamente detalhados e o usuário tem clareza sobre o que está assistindo. Por exemplo, você pode optar por assistir só os jogos ou lances do seu adversário como visitante ou só os vídeos de partidas desde que o novo treinador assumiu, coisas assim. Nas estatísticas, não. Os dados estatísticos estão agrupado segundo os seguintes intervalos de tempo:

  • Last calendar year: para hoje, dia 23/05/2017, essa opção mostrará os dados entre 23/05/2016 e 23/05/2017;
  • Previous calendar year: para hoje, dia 23/05/2017, essa opção mostrará os dados entre 23/05/2015 e 23/05/2016;
  • Last 3 months: últimos três meses contados a partir de hoje;
  • Last 5 matches: últimas cinco partidas contadas a partir de hoje;
  • Current season: temporada atual;
  • Previous season: temporada passada;

É importante ressaltar que na ferramenta não há nenhuma explicação ou indicação do período que está sendo considerado. Eu precisei enviar e-mail perguntando, pois em todo filtro que eu aplicava, os resultados não estavam de acordo com o que eu esperava.

ATUAL TEMPORADA

Para começar, eles utilizam o conceito de temporada europeia, começando no meio de um ano, terminando no meio do ano seguinte. Foi assim que o suporte ao cliente explicou o fato de quando eu filtro por “Current Season (temporada atual)” e escolho o Campeonato Brasileiro em “Competitions played in timeframe (competições disputadas no intervalo de tempo)”, aparecer Cléber Santana como o jogador com mais partidas disputadas – fazendo referências às partidas do Brasileirão + Sul-Americana em 2016. O problema é que se você procurar, nesse mesmo filtro, por Diego Souza, por exemplo, ele aparece com apenas duas partidas disputadas, provavelmente as duas que ele disputou desde o início do Brasileirão 2017 (a primeira da final da Copa da Nordeste + a partida contra o Cruzeiro). Mas por que para alguns jogadores a contagem zera e para outros não?

Wyscout_Current_Season_Chapecoense
FONTE: Wyscout Advanced Search. Consulta feita em 23/05/2017. Filtros: Brasileirão Serie A | Atual temporada | Ordenado por partidas disputadas
Wyscout_Current_Season_DiegoSouza
FONTE: Wyscout Advanced Search. Consulta feita em 23/05/2017. Filtros: Brasileirão Serie A | Atual temporada | Diego Souza
CAMPEONATO ESTADUAL + LIBERTADORES + PRIMEIRA LIGA + BRASILEIRO…

Para uma correta análise de desempenho de um jogador, as vezes é necessário separar os dados em competições ou intervalos de tempo, para analisar como o jogador se sai em diferentes níveis de competitividade ou se algum fundamento está evoluindo com os treinamentos, por exemplo. Mas no Wyscout isso não é possível.

No Wyscout, adicionar uma competição aos filtros só serve para incluir jogadores que disputaram determinada competição, mas as estatísticas que vão aparecer na busca não são apenas associadas àquela competição e sim a todo o intervalo de tempo dentre aqueles pré-definidos que mencionei anteriormente. Continue lendo que vai ficar bem claro.

Quer ver se há diferença de desempenho do Alejandro Guerra no Paulista ou Libertadores? Impossível. E na Libertadores do ano passado pelo Atletico Nacional comparado a essa agora pelo Palmeiras? Também impossível. Veja abaixo o que as buscas que fiz retornaram.

Wyscout_Guerra_lastcalendaryear
FONTE: Wyscout Advanced Search. Consulta realizada em 23/05/2017.
Wyscout_Guerra_currentseason
FONTE: Wyscout Advanced Search. Consulta realizada em 23/05/2017.
Wyscout_Guerra_last3months
FONTE: Wyscout Advanced Search. Consulta realizada em 23/05/2017.
Wyscout_Guerra_last5matches
FONTE: Wyscout Advanced Search. Consulta realizada em 23/05/2017.
Wyscout_Guerra_previouscalendaryear
FONTE: Wyscout Advanced Search. Consulta realizada em 23/05/2017.
Wyscout_Guerra_previousseason
FONTE: Wyscout Advanced Search. Consulta realizada em 23/05/2017.
CONCLUSÃO

Para se tornar uma excelente plataforma de apoio à tomada de decisão, o Wyscout precisa melhorar muito no aspecto qualitativo. Hoje o Wyscout não serve como única fonte para monitoramento e prospecção de jogadores. Mas melhorias podem ser implementadas uma vez que as estatísticas estão lá no banco de dados, o problema está na forma de extrair dados desse banco.

A falta de critério ou melhor, o uso de critérios nebulosos, faz com que a consulta ao banco de dados seja confusa, exige que o analista descubra sozinho sobre o que se trata os resultados e tenha habilidade para exportar e limpar dados em alguma outra ferramenta (o Wyscout permite exportar para Excel). Diante de tanta confusão não é nenhuma viagem levantar questões até acerca da confiabilidade dos dados.

1 COMMENT

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here